Redação Nota 1000
-->
Postado: 30 de agosto de 2018|Nenhum Comentário

A redação é sem sombra de dúvidas a arma secreta das escolas que mais aprovam. Ela está presente em praticamente todos os vestibulares brasileiros, com ênfase para o afamado ENEM. Na Fuvest, Unicamp, UERJ, UNB, entre outros tantos exames pelo país, o candidato também deverá, obrigatoriamente, desenvolver um texto, na maioria das vezes no gênero dissertativo-argumentativo.

Proporcionalmente, o peso da redação é alto: pode chegar a 40% da prova, por exemplo, para algumas carreiras/faculdades no ENEM. Mesmo quando não é protagonista, como nos cursos de exatas, a redação costuma representar cerca de 10% a 20% do exame, e pode ser determinante para a aprovação – ou não – dos estudantes.

Isso porque, justamente, candidatos à medicina e engenharia, por exemplo, têm grande chance de colocar todo o seu foco no estudo das disciplinas prioritárias (biologia, matemática, química etc). Nesse cenário, alunos com boas notas de redação podem surpreender e conseguir as melhores médias, assim como as vagas mais desejadas nas universidades.

Por sua vez, cursos que priorizam a redação, como direito, jornalismo e carreiras da área de humanas demandarão bons textos nos exames. Aqui, todos os candidatos têm uma boa tendência à escrita de qualidade, fazendo com que os aprovados tenham que se diferenciar efetivamente.

Mas por que a redação é tão importante no vestibular, especialmente no ENEM?

A redação é uma maneira excelente de se avaliar diversas competências dos candidatos, algumas delas impossíveis de se verificar apenas com testes de múltipla escolha. Por meio da redação, as instituições e os avaliadores podem verificar:

  • O domínio da norma culta da Língua Portuguesa, essencial para algumas carreiras;
  • A capacidade de estruturação do raciocínio;
  • A capacidade de argumentação do candidato, a partir de um ponto de vista;
  • A coerência entre suas ideais;
  • O repertório sócio-cultural do candidato;
  • E até mesmo sua criatividade!

Essas habilidades são, em maior ou menor medida, fundamentais a todas as carreiras e cursos de nível superior. Um aluno despreparado pode, eventualmente, contar com a sorte para assinalar as alternativas de múltipla escola, mas na hora da redação não há como escapar…

E não é apenas na vida escolar! Na vida profissional a saga continua. Muitos processos seletivos e gestores de Recursos Humanos utilizam a regra de ouro: “Na dúvida entre dois candidatos para uma vaga na empresa, escolha o que tiver a melhor redação.”

Como desenvolver efetivamente a redação dos alunos

Agora que concordamos com o peso e a relevância na redação nos vestibulares e no ENEM, como fazer para desenvolver as habilidades dos meus alunos de maneira efetiva?

O desenvolvimento da escrita é um projeto de longo prazo. Ele começa lá atrás, no início da alfabetização, e não termina mais. A gente segue aprendendo a escrever melhor até o final de nossa vida, sempre que lemos e exercitamos a escrita de alguma maneira. Mas não se desespere! Há algumas maneiras de acelerar esse processo, pelo menos para o foco nos vestibulares e no ENEM.

Para além dos conteúdos de gramática, interpretação de texto, literatura, etc., que recheiam o programa escolar em todos os anos, dois itens são fundamentais para intensificar e agilizar o desenvolvimento da escrita:

  1. Leitura pra valer
  2. Exercício estruturado de redação

Ler, para além da internet e das redes sociais

É preciso ampliar o horizonte da leitura sob pena de ficar restrito à linguagem simplificada e com baixo nível de elaboração. Claro, a leitura de pequenos textos na internet e nas redes sociais não faz mal, mas não é suficiente para desenvolver significativamente a capacidade de interpretação de texto e de escrita das pessoas.

aluna lendo um livro sobre redação

 

Para isso, é fundamental a leitura de textos mais complexos e elaborados. Estudantes que desenvolvem o hábito de leitura de livros, jornais, periódicos, textos científicos, entre outros escritos, impressos ou online, naturalmente farão redações melhores.

É por meio da leitura, também, que o aluno desenvolve seu repertório, sua visão de mundo, seu espírito crítico. Somando-se a isso o exercício do debate saudável, invariavelmente teremos alunos que argumentam melhor e com mais originalidade, que vão além do senso comum e assim conquistam pontos valiosos nos exames.

Resumindo, uma escola que não estimula e desenvolve a leitura e o debate de seus alunos terá grande dificuldade para chegar a notas muito elevadas na redação, seja do ENEM ou em outros tantos vestibulares.

A prática leva à perfeição

Não menos importante que a escrita, o segundo pilar do desenvolvimento textual é a prática estruturada de redação. Não adianta estudar todas as regras da gramática e da norma culta da língua portuguesa, ler e acompanhar atualidades e debates importantes, se o aluno não praticar a escrita de redação e de temas variados. E mais: no caso do ENEM, que tem um formato e uma correção bastante específicos, a prática deve ser realizada sob medida.

Novamente, não vale dizer que já se escreve bastante do Facebook, Whatsapp e afins. O treinamento de redação deve ser feito em sua forma completa, com o formato do exame que se quer praticar. A dissertação-argumentativa é o principal gênero pedido, e deve ser treinada sem moderação!

 

aluno-redigindo-uma-redacao-nota-1000

 

Ao mesmo tempo, convém esclarecer que a prática de redação somente é efetiva quando seguida de uma devolutiva (correção) clara, coerente e construtiva para o aluno. É pouco eficaz, pelo menos no caso dos vestibulares, escrever muitos textos sem que se receba uma correção e avaliação de cada um deles.

É a partir da correção da redação que o aluno poderá compreender seu resultado, identificar suas falhas mais graves e evoluir, texto a texto! Nesse sentido, a reescrita (ato de reescrever uma redação corrigida para melhorá-la) se revela uma estratégia ainda mais poderosa.

Na Redação Nota 1000, ferramenta de prática e correção online de redações, o histórico mostra que alunos que escreveram em média 10 redações na plataforma melhoram aproximadamente 270 pontos em seu resultado (base 1000 = ENEM). Alguns chegaram a melhorar mais de 400 pontos, mudando efetivamente de patamar de escrita e garantindo desempenho acima da média nos exames.

Resumindo, a melhor maneira de você, professor ou gestor escolar, turbinar as notas de seus alunos na redação do ENEM e demais vestibulares – e consequentemente alavancar sua taxa de aprovação – é estimulando ostensivamente a leitura crítica de seus alunos e praticando muita redação!

Para este último, conte sempre com a gente! 😉



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *