Confira tendências de tecnologias educacionais

6 minutos para ler

Para os gestores escolares, conhecer as tendências tecnológicas que mais estão em evidência no mundo é muito importante. Dessa forma, pode-se fazer os investimentos necessários para que as instituições de ensino que dirigem obtenham cada vez mais êxito na educação dos alunos.

O uso da tecnologia educacional nunca foi tão importante quanto nos últimos meses, desde que foi necessário implementar o isolamento social, para combater a disseminação descontrolada do novo coronavírus. Inclusive, esse foi o tema de uma análise publicada pelo Fórum Econômico Mundial, que relatou os impactos da pandemia na educação.

O relatório desenvolvido pela entidade mostra como as instituições de ensino tiveram que se movimentar para mudar as suas estruturas da noite para o dia. Aquelas que já acompanhavam as tendências tecnológicas e faziam alguns investimentos, saíram na frente.

Veja 6 aplicações da tecnologia educacional que são tendências

Para que você entenda mais sobre o uso da tecnologia educacional em sala de aula, listamos alguns exemplos. Confira, a seguir!

1. Ensino híbrido

Quando falamos em tendências tecnológicas na área da educação, o ensino híbrido é sempre um dos primeiros tópicos que vem à tona. É fato que cada vez mais os recursos digitais serão utilizados para que os alunos possam desenvolver atividades a distância.

Exemplo disso pode ser visto em ações realizadas pelo governo da China que, de acordo com a pesquisa feita pelo Fórum Econômico Mundial, criou aplicativos educativos para os estudantes. Cerca de 120 milhões de alunos chineses têm acesso ao material didático por meio das aplicações digitais.

Mesmo quando a pandemia for totalmente superada, é bem provável que o governo chinês siga utilizando esses recursos com os alunos. O isolamento social acelerou a transformação digital e isso trará impactos para todos os setores, inclusive à educação.

Obviamente, as aulas presenciais não serão extintas, sobretudo na educação básica. Porém, o ensino se tornará cada vez mais híbrido, mesclando atividades nos universos físico e digital.

A sala de aula invertida, técnica em que os alunos pesquisam os conteúdos e têm o professor apenas como mediador, também tende a ganhar força com o hibridismo na educação.

2. Gamificação

Diversos estudos apontam a gamificação como uma das principais tendências tecnológicas para o setor da educação. Isso porque os jogos digitais têm o poder de driblar o desinteresse que algumas crianças e adolescentes têm com as atividades escolares, além de servirem como meio para a fixação do aprendizado.

Os jogos podem ser aplicados para que os alunos aprendam conteúdos de todas as disciplinas. A Matemática, por exemplo, pode ser explorada em games em que o aluno é inserido num cenário em que precisa resolver cálculos para solucionar uma situação.

3. Ensino de robótica

O filósofo americano John Dewey é o criador de uma teoria da educação chamada de “learning by doing’, ou seja, aprender fazendo, em tradução literal. Essa prática se perpetua muito no ensino da robótica, já que os alunos aprendem a construir e programar robôs.

Saiba como alinhar o Projeto Pedagógico à BNCC

Ao estudar robótica, os alunos colocam em prática conhecimentos de disciplinas como Física, Matemática, Ciências e até mesmo a Língua Portuguesa. Por isso, é uma boa ideia colocá-la em prática nas escolas, sendo essa mais uma tecnologia educacional que está em alta.

4. Data Análises

O uso de dados para analisar situações e tomar decisões mais fundamentadas nas organizações é algo que já ocorre em diversos segmentos. Na administração escolar e até mesmo na escolha de práticas pedagógicas isso também pode ajudar.

Ferramentas e softwares de cruzamento de dados podem analisar e gerar relatórios com informações, como o aumento  da nota dos alunos após a inclusão de determinada atividade, por exemplo. A partir disso, o coordenador escolar poderá fazer adaptações no currículo e orientar melhor os professores sobre as práticas que devem ser exercidas.

5. Realidade aumentada

A realidade aumentada é uma excelente maneira de incluir a tecnologia nos processos educacionais e chamar a atenção dos alunos. Para colocar isso em prática, é preciso que os alunos tenham dispositivos, como smartphones e tablets, que possam fazer a leitura de códigos ou gerar situações que “aumentem” aquilo que está no mundo real.

Para que você compreenda melhor a realidade aumentada, pode pensar em um exemplo prático, como o jogo Pokémon Go, que virou febre há alguns anos. Com o game, os jogadores precisam caçar os monstrinhos do desenho animado, que aparecem, pela tela do celular, em locais reais, onde o usuário se encontra.

Uma ideia interessante é usar a realidade aumentada para ensinar História. É possível criar um jogo em que os alunos visitam locais onde fatos históricos aconteceram e, pelo dispositivo, vejam uma simulação do que ocorreu, por exemplo.

6. Realidade virtual

Para ser executada, a realidade virtual, por sua vez, precisa de um óculos VR que insere o usuário em um cenário diferente, possibilitando seu uso como tecnologia educacional.

No ensino da Biologia, por exemplo, podem ser recriados cenários com florestas com diversas plantas e, conforme o estudante as “toca”, vai lendo ou ouvindo informações acerca das características de cada espécie.

6. Plataformas de correção de redação

A tecnologia também pode ser usada na educação por meio das plataformas de correção de redação. Elas trazem como benefício a possibilidade de promover um atendimento muito mais personalizado e focado no desenvolvimento dos alunos, possibilitando boas notas no vestibular e no Enem.

Quando as redações são submetidas para avaliação nas plataformas, os corretores analisam critérios avaliativos estruturados, que indicam para os alunos os pontos fortes e fracos no texto. Além disso, acompanham a evolução do estudante e promovem aumento entre 270 e 400 pontos a mais na nota do Enem.

O uso da tecnologia também desafoga os professores da escola, que não precisarão corrigir um alto volume de textos. É praticidade para a instituição de ensino e mais qualidade para os alunos.

Essas são algumas das tendências tecnológicas da educação, que você pode colocar em prática para modernizar a sua escola. Esperamos que o nosso conteúdo tenha sido útil.

Continue se informando! Baixe agora mesmo nosso e-book “Como escolher tecnologias educacionais para modernizar e diferenciar sua escola”. Ele traz informações valiosas para você!

Posts relacionados

Deixe um comentário